Nesse texto, compartilho uma reflexão que postei em minhas redes sociais. Falo sobre vida (pra variar 😅). Espero que gostem!

<<
fila do supermercado, vi uns pacotes de biscoito com a embalagem do super homem e da mulher maravilha e fiquei pensando no quanto, muitas vezes, somos condicionados a pensar que devemos e temos que ser heróis e perfeitos.

Nos cobramos em prol de um acertar constante, seja enquanto pai, mãe, filho, filha, trabalhador, enquanto pessoa.

Vemos cada vez mais nos filmes que os super heróis falham, que tem pontos fracos, apesar de inúmeros pontos positivos. Mas por que conosco costumamos utilizar o padrão super herói para nossa vida, sem considerar que falhar ou errar também faz parte do Viver?

Pegue mais leve com você, não num sentido de deixar para lá, mas sim numa suavização das questōes cotidianas.

Não precisamos ser super para ser feliz!

Um abraço,

Grazielle Jesus

Psicóloga

CRP 05:46825